Idealização e realização:

InovAtiva de Impacto

InovAtiva de Impacto

  • Todos os Estados
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6

6 meses

50

Desenvolvimento

O objetivo do InovAtiva de Impacto é capacitar, fornecer mentoria e conectar empreendimentos de impacto com investidores interessados.

O tipo de suporte de destaque é: “Capacitação e treinamento”. O InovAtiva de Impacto é um programa de capacitação e mentoria de startups de impacto que possuem a missão explícita de gerar impacto social ou ambiental positivo e ao mesmo tempo gerar lucro. O programa é gratuito e reúne material em vídeos e textos objetivos focados nas melhores e mais modernas práticas empresariais do mundo. O programa conta com uma rede diferenciada de mentores e possibilita a conexão dos empreendimentos a uma banca de investidores, que pode resultar em investimentos e parcerias.

Não há contrapartida, é oferecido gratuitamente.

Uma vez preenchida as informações do formulário, a inscrição está realizada e o empreendedor inicia o processo de aceleração, que inclui, além da capacitação online, a realização de exercícios e de entregáveis que são avaliados via peer review. Na etapa seguinte, são selecionados 300 empreendedores, o conteúdo dos cursos é continuado e mais exercícios são cobrados. Ao final, 125 empreendedores são selecionados, e dá-se início ao processo de mentoria. A terceira e última fase é presencial e compreende o Bootcamp (dois dias) e o Demoday (um dia).

As atividades para desenvolvimento pessoal do empreendedor são as mesmas descritas em "Capacitação e treinamento".

Todas as etapas são online, exceto a última, que compreende o Bootcamp e o Demoday em São Paulo. Durante esse período, existem salas para cada uma das Bancas de Investimentos, formadas a partir das características das startups selecionadas. Em termos de infraestrura disponibilizada, são oferecidos suporte para apresentação, quadros brancos, projetores, cadeiras e microfones. As passagens para São Paulo são de responsabilidade de cada empreendedor, mas a hospedagem é paga pelo Programa.

Um dos grandes diferenciais do InovAtiva de Impacto é a rede de parceiros, mentores, empreendedores e investidores participantes, com os quais os empreendedores são incentivados a interagir em todas as fases, seja por meio da mentoria, seja pelos encontros presenciais. Além disso, as startups que chegam à etapa final de um Ciclo de aceleração continuam recebendo suporte do próprio programa e de parceiros estratégicos, mesmo após o término do seu ciclo.

O InovAtiva de Impacto culmina com uma apresentação dos empreendedores para uma Banca de Investidores especialmente interessados em investir em Negócios de Impacto. Todas as etapas anteriores preparam os empreendedores para esse momento final, que é a apresentação e conexão com os investidores realizada em forma de pitchs de 5 min. Eles se apresentam para uma banca de investidores de impacto e também para um banca de investidores lato sensu.

Em 2016, o InovAtiva Brasil foi considerado a melhor aceleradora de startups do país, em votação online promovida pela ABStartups. Isso significa que os participantes, sobretudo os finalistas, beneficiam-se desse reconhecimento referente à qualidade do programa. A divulgação é realizada em redes sociais, internet e via mobilização e engajamento de parceiros. Há um prêmio para as 2 melhores Startups de cada Banca. Como as startups de impacto têm a oportunidade de se apresentar em duas bancas distintas, elas podem receber 2 prêmios ao final do processo.

Um dos pontos fortes do programa é a rede de mentores. O InovAtiva Brasil possui 700 mentores, e o InovAtiva de Impacto, 20. São profissionais e especialistas de alto reconhecimento, com uma atuação de relevo e destaque. Apesar do trabalho de mentoria não ser remunerado, a possibilidade de contato com startups de grande potencial econômico tem atraído uma rede de mentores diferenciada. Há um rigoroso trabalho de matching entre cada mentor e a startup, procurando atender as demandas do empreendimento, a especialidade do mentor e a área de atuação da startup.

A cada ciclo, cerca de 50 empreendimentos de impacto inscrevem-se no Programa. Esses empreendimentos formam uma rede, que interage entre si, sobretudo a partir dos bootcamps regionais. Essa interação intensifica-se durante o Bootcamp e o Demoday em São Paulo. Nesses três dias, intensos em atividades, os empreendedores têm a oportunidade de estreitar ainda mais os laços estabelecidos, inclusive com novas parcerias, encontrando clientes e até mesmo sócios em potencial.

As atividades para desenvolvimento da gestão são as mesmas descritas em "Capacitação e treinamento".

  • Todos os Estados

inovativa@inovativabrasil.com.br

Carta de Princípios para Negócios de Impacto no Brasil: “negócios de impacto são empreendimentos que têm a missão explícita de gerar impacto socioambiental ao mesmo tempo em que geram resultado financeiro positivo de forma sustentável”.

Pode-se distribuir dividendos.

Educação; Saúde e Bem Estar; Meio ambiente e mudanças do clima; Redução das desigualdades e combate à fome; Geração de emprego, renda e crescimento econômico; Habitação; Água limpa e saneamento; Paz, justiça e fortalecimento das instituições; Promoção da igualdade de gênero ou racial; Cidadania, cultura, lazer e acessibilidade; Energia acessível e limpa; Indústria, inovação e infraestrutura; Cidades e comunidades sustentáveis; Consumo e produção sustentáveis; Reinserção social de dependentes químicos ou presidiários; Acesso a serviços financeiros; Parcerias, instituições intermediárias e meios de implementação; Serviços Logísticos.

Os critérios de seleção baseiam-se nos seguintes Princípios, que norteiam os Negócios de Impacto: Compromisso com a Missão Social e Ambiental; Compromisso com o Impacto Social e Ambiental monitorado; Compromisso com a lógica econômica; Compromisso com a governança efetiva.

O processo de inscrição é definido nos editais publicados duas vezes ao ano, em janeiro e julho. O link fica em um banner no site: www.inovativabrasil.com.br. Ocorre simultaneamente com o InovAtiva Brasil, um programa de aceleração de Startups. As melhores startups aceleradas pelo InovAtiva podem realizar módulos específicos destinados aos empreendimentos de impacto, recebendo mentoria extra e a oportunidade de se apresentar para uma segunda banca de investidores. Na última Etapa do InovAtiva Brasil, 125 startups são selecionadas entre as cerca de 2 mil inscritas. Das 125 startups, cerca de 50 se autodenominam como sendo de impacto e realizam os exercícios. Das 50 startups de impacto, 15 são selecionadas para receber mentoria extra e para se apresentar para uma banca de impacto.

Número de negócios já apoiados: 15

Ano em que o programa começou: 2017

Carta de Princípios para Negócios de Impacto no Brasil: “negócios de impacto são empreendimentos que têm a missão explícita de gerar impacto socioambiental ao mesmo tempo em que geram resultado financeiro positivo de forma sustentável”.

Educação; Saúde e Bem Estar; Meio ambiente e mudanças do clima; Redução das desigualdades e combate à fome; Geração de emprego, renda e crescimento econômico; Habitação; Água limpa e saneamento; Paz, justiça e fortalecimento das instituições; Promoção da igualdade de gênero ou racial; Cidadania, cultura, lazer e acessibilidade; Energia acessível e limpa; Indústria, inovação e infraestrutura; Cidades e comunidades sustentáveis; Consumo e produção sustentáveis; Reinserção social de dependentes químicos ou presidiários; Acesso a serviços financeiros; Parcerias, instituições intermediárias e meios de implementação; Serviços Logísticos.

Pode-se distribuir dividendos.

Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)

Ministério (MDIC) e Serviço Social Autônomo (Sebrae)

Distrito Federal,

MDIC: 1960 Sebrae: 1972

Órgão da Administração PúblicaServiço Social Autônomo

8 pessoas na Secretaria de Inovação e Novos Negócios estão dedicadas ao programa.

  • Orçamento Geral da União (OGU)
  • Contribuição de interesse das categorias profissionais ou econômicas

*A veracidade das informações aqui descritas são de responsabilidade da organização Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Os dados foram atualizados em 29 de Janeiro de 2018.