Idealização e realização:

Pense Grande Incubação

Pense Grande Incubação

  • Todos os Estados
  • 2
  • 3
  • 4

10 meses

30

Desenvolvimento

Ampliar o acesso de jovens empreendedores, especialmente de periferias, a oportunidades de apoios (formações, ferramentas, assessorias e recursos financeiros) para gerar transformação social e aumentar casos de referência.

O grande diferencial do Pense Grande Incubação é o foco no perfil do participante: jovens empreendedores(as) sociais de periferias, das capitais brasileiras que estejam no começo de suas jornadas empreendedoras.

Não, a iniciativa é oferecida gratuitamente

As capacitações são feitas normalmente em grupo e para todos os empreendimentos, tanto de forma presencial (durante as imersões e encontros regionais) quanto no digital (oficinas e assessorias online). Trata-se de conteúdos, metodologias, ferramentas e dinâmicas para estruturar o empreendimento, potencializar a gestão de negócio, melhorar o trabalho em equipe e reforçar a rede entre os empreendedores. São 2 imersões presenciais em São Paulo com todos os empreendimentos (de 4 a 5 dias); 2 encontros regionais presenciais (2 dias) e oficinas online quinzenais de no mínimo 1 hora. A equipe do parceiro executor e especialistas convidados fazem as capacitações.

A princípio, o desenvolvimento pessoal é feito em grupo (especialmente dentro da equipe do empreendimento), mas pode haver necessidade de uma atenção especial a algum membro. O processo é oferecido a todos os empreendedores participantes. O desenvolvimento pode acontecer tanto no presencial (imersões e encontros regionais) quanto no online (assessorias e mentorias), e pode ser realizado pelo parceiro executor do projeto ou por mentores voluntários. Não há uma frequência e duração pré-definidas para o desenvolvimento pessoal do empreendedor.

A conexão pode acontecer com o grupo todo ou com uma equipe específica (no caso de editais ou temas específicos) - prioritariamente de forma presencial, mas podendo acontecer de forma online. O foco maior é no demoday (pitch na última imersão presencial) e nos encaminhamentos de editais e eventos por email, mas pode acontecer por meio da rede e dos mentores. Os investidores são do ecossistema de empreendimentos sociais e de impacto (incubadoras, aceleradoras, fundos de investimento).

Citação e participação dos empreendedores em eventos promovidos pela Fundação Telefônica Vivo, por parceiros ou em eventos que façam sentido para o empreendimento. Há possibilidade de ponte com mídia impressa e digital, além de figurar no site, mídias sociais, publicações, vídeos e materiais institucionais da Fundação. Também existe a oportunidade de integrar a Rede Pense Grande (com empreendedores já incubados ou ainda dentro do processo de Incubação), mediante seleção.

É feito uma busca ativa de um(a) mentor(a) voluntário(a) para cada empreendimento, a partir das demandas/setores dos empreendimentos. A frequência dos encontros, que podem ser presenciais ou online, é definida entre empreendedores e mentores, mas se espera pelo menos um encontro por mês, e a duranção mínima é de 6 meses. Os mentores são voluntários com experiência como empreendedores, em diversos setores. A cada turma, inscrições para novos mentores são abertas e temos mais de 60 participantes. O acesso dos empreendedores aos mentores é mediante demonstração de interesse (não é obrigatório) e algumas entregas pré-estabelecidas (normalmente ter realizado o MVP Concierge).

Presencial (durante as imersões e encontros regionais) e online (webinars com empreendedores mais experientes e por meio da Rede Pense Grande - rede de empreendedores que já passaram pela incubação). As conversas com outros empreendedores têm o intuito de compartilhar as histórias e aprendizados, além de servir como inspiração e motivação para os incubados. Normalmente, quem media o contato com empreendedores mais experientes é o parceiro executor, mas as atividades da Rede Pense Grande são propostas e executadas pelos próprios membros.

Cada empreendimento recebe assessorias customizadas online a partir de demandas dos empreendimentos e diagnóstico inicial, em que são trabalhadas metodologias e ferramentas relacionadas à gestão do negócio. A assessoria é conduzida pela equipe do parceiro executor, além do consultor de tecnologia digital e startups. São combinados um fluxo de desenvolvimento (pelo menos executar o MVP) e resultados e metas até o final da incubação; os temas de cada assessoria são personalizadoos para cada negócio.

Há doação (capital semente) para os empreendimentos, um fundo de 300 mil reais por ano para ser investido em todos os empreendimentos (não há um montante mínimo nem máximo para cada). Os recursos podem ser solicitados a qualquer momento do processo de incubação. Os empreendimentos devem enviar uma proposta de orçamento com resultados a serem alcançados com aquele montante, que será avaliado e aprovado pela Fundação Telefônica Vivo e pelo parceiro executor.

A conexão com clientes e parceiros pode acontecer com o grupo todo ou com um empreendimento específico, prioritariamente de forma presencial, mas podendo acontecer de forma online. Não há uma regra no formato porque esta conexão acontece muito customizada a partir da demanda dos grupos. Então, ela pode acontecer a qualquer momento do programa para qualquer um dos empreendimentos. A conexão pode acontecer de forma propositiva pelo programa (a partir de uma demanda identificada) ou por sugestão do empreendimento.

  • Todos os Estados

Escrever via http://pensegrande.org.br/participe/

Definição própria: Empreendimento que promova mudanças positivas a uma dada realidade a partir de sua existência, satisfazendo a pelo menos uma das condições abaixo:
Capacidade de gerar inovação na forma de organização. (ex: cooperativas, coletivos);
Capacidade de gerar inclusão no mercado de trabalho a populações que, em condições normais, não estariam incluídas;
Capacidade de gerar inclusão produtiva de grupos (fornecedores) que, em condições normais, não estariam incluídos;
Capacidade de dar acesso a bens e serviços que representem um ganho de bem-estar a populações que normalmente não teriam acesso a eles;
Capacidade de promover impacto socioambiental com um produto, considerando a adicionalidade, ou seja, gerando um novo benefício social ou ambiental que não existiria caso o produto não fosse criado.

Não há restrições acerca da política de dividendo

Não existe setor-alvo e nem é critério para eliminação, tentam diversificar.

Perfil dos empreendedores:pessoas a partir de 18 anos; que tenham renda familiar per capita de até 3 (três) salários mínimos; que morem nas regiões metropolitanas de todas capitais estaduais do brasil.
Negócios: empreendimentos, formalizados ou não, que possuam tecnologia digital e impacto social, e que existam há no máximo 2 anos.

O período de abertura das inscrições normalmente acontece entre fevereiro e março de cada ano. As inscrições são feitas por meio do site http://pensegrande.org.br/participe/, no campo designado para tal (quando o período das inscrições estiver aberto).

O processo seletivo tem 3 etapas de avaliação: a primeira etapa seleciona, a partir dos formulários de inscrição, 140 grupos que passarão para a 2a etapa, que tem a duranção de 1 mês. Nesta 2a etapa, os grupos terão acesso a vídeos online de capacitação, encontros virtuais de consultoria e entregas de desafios com o objetivo de desenvolvimento ou refinamento de seus modelos de negócio.

A partir dos 140 grupos, existe uma seleção de 40 empreendimentos que passarão para a Pré-Incubação, com duranção de dois meses e meio. As atividades e desafios desta etapa convidam empreendedores a desenvolverem suas competências empreendedoras, acessarem conteúdos e ferramentas para o desenvolvimento do modelo de negócio e gestão, além de começarem a validar suas solulções.

Ao final da Pré-Incubação, serão selecionados os 30 empreendimentos que demonstrarem melhor desenvolvimento pessoal, maior participação e envolvimento com as capacitações, consultorias e desafios, entregarem desafios com melhor conteúdo e maior qualidade, desenvolverem modelos de negócios que aliem impacto social positivo e tecnologia, trazendo inovação e viabilidade na sua proposta.

Número de negócios já apoiados: 102 (2019)

Ano em que o programa começou: 2015

Definição própria: Empreendimento que promova mudanças positivas a uma dada realidade a partir de sua existência, satisfazendo a pelo menos uma das condições abaixo:
Capacidade de gerar inovação na forma de organização. (ex: cooperativas, coletivos);
Capacidade de gerar inclusão no mercado de trabalho a populações que, em condições normais, não estariam incluídas;
Capacidade de gerar inclusão produtiva de grupos (fornecedores) que, em condições normais, não estariam incluídos;
Capacidade de dar acesso a bens e serviços que representem um ganho de bem-estar a populações que normalmente não teriam acesso a eles;
Capacidade de promover impacto socioambiental com um produto, considerando a adicionalidade, ou seja, gerando um novo benefício social ou ambiental que não existiria caso o produto não fosse criado.

Não existe setor-alvo e nem é critério para eliminação, tentam diversificar.

Não há restrições acerca da política de dividendo

Fundação Telefônica Vivo

Fundação

São Paulo,

1999

Fundação

Por volta de 45 colaboradores

  • Doação de PJ
  • Estudos estratégicos, como Juventude Conectada e Visões de Futuro.
  • Eixo Profuturo: Inova Escola, Escolas Conectadas, Aula Digital, Escola Digital (todos estes atingindo professores e crianças), além de participarem ativamente de iniciativas como Conviva, Observatório PNE, entre outras.
  • Eixo Empreendedorismo Social: Programa Pense Grande (além da Incubação, oferece presencialmente oficinas de 100 minutos e formações de 60 horas para jovens, e apoia outras iniciativas).
  • Eixo Cidadania: Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica no Brasil, que inclui o Dia dos Voluntários, Game do Bem, Vacaciones Solidarias, entre outras ações.

*A veracidade das informações aqui descritas são de responsabilidade da organização Fundação Telefônica Vivo. Os dados foram atualizados em 3 de agosto de 2020.